O conceito de Network Functions Virtualization (NFV), ou seja, virtualização das funções de rede oferece uma nova maneira de projetar, implantar e gerenciar serviços de rede. O NFV transfere funções da rede do hardware para o software, tais como a tradução de endereços de rede (NAT), o firewall, a detecção de intrusão, o serviço de nomes de domínio (DNS) e o armazenamento em cache, para citar alguns, a partir de dispositivos de hardware proprietários para que possam ser executados em software.

É projetado para consolidar e entregar os componentes de rede necessários para suportar uma infraestrutura totalmente virtualizada – incluindo servidores virtuais, armazenamento e até outras redes.

O conceito originou-se de provedores que procuravam acelerar a implantação de novos serviços de rede para suportar seus objetivos de receita e crescimento. As restrições existentes de hardware levaram-nos a aplicar tecnologias de virtualização de TI padrão às suas redes.

Entre algumas de suas vantagens estão:

  • Redução do CapEx em hardware.
  • Redução do OpEX, pois exige menos espaço, energia e refrigeração dos equipamentos, além de simplificar o gerenciamento de serviços de rede.
  • Torna a empresa mais ágil, na medida em que permite rápida implantação de novos serviços de rede para suportar mudanças na estratégia de negócios e novas oportunidades de mercado.
  • Cria um ambiente mais flexível para pesquisa e desenvolvimento, permitindo que os serviços sejam entregues através de software em qualquer hardware de servidor padrão da indústria.

Um exemplo prático pode ser visto no caso da AT & T Labs.

Em sua jornada para virtualizar 75% da sua rede até 2020, a empresa já relatou economia significativa de custos – e isso não é tudo. Cerca de 1.700 clientes estão usando novos dispositivos e serviços AT & T FlexWare NFV / SDN para configurar várias Funções de Rede Virtual (VNFs), como gerenciamento de largura de banda, roteadores virtuais, firewalls e outros aplicativos de segurança na rede gerenciada da AT & T.

Assim como a AT & T, os provedores de serviços de comunicações móveis e de linha fixa (CSPs) estão investindo no NFV / SDN para reduzir CAPEX e OPEX e permitir novos tipos de serviços de produção de receita. A SNS Research estima que os investimentos da CSP NFV / SDN aumentarão para quase US $ 22 bilhões até o final de 2020.